Pontos Turísticos de Curitiba

Share

Este post tem como objetivo listar, de forma resumida, os pontos turísticos que visitei em Curitiba, dizendo o que são e dicas práticas do que fazer em cada um. Vamos lá?

Jardim Botânico

Este é o grande cartão postal da cidade. É um jardim muito bonito e a entrada é de graça. Não se limite ao jardim principal e à estufa: o local é ótimo para caminhadas (e corridas) e há jardins e áreas secundárias para visitar. Para chegar, recomendo as linhas de ônibus 302 e 303* que passam nas estações de tubo. O ônibus turístico passa por lá também.

Jardim Botânico de Curitiba. Uma das vistas (explore para encontrar as outras, rs).

Jardim Botânico de Curitiba. Uma das vistas (explore para encontrar as outras, rs).

Torre Panorâmica

Uma torre telefônica com um observatório no alto, de onde é possível ter uma visão em 360 graus de quase a cidade toda. A atração é paga, mas vale a pena. O elevador demora a chegar no alto da torre e, lá no alto, há placas com fotos mostrando onde ficam os pontos turísticos. Funciona de terça a domingo das 10h às 19h. Para chegar de ônibus, recomendo duas opções. Você pode usar a linha 020 que para bem pertinho, ou o tradicional ônibus de tubo: a linha 303* para na Praça da Ucrânia, de onde é possível seguir andando.

Vista da torre panorâmica.

Vista da torre panorâmica.

Parque Tanguá

Este é meu parque predileto em Curitba. É uma antiga pedreira que foi transformada em um parque. Algumas das antigas estruturas de extração das rochas ainda estão por lá (algumas meio escondidas). A maioria das pessoas fica mais tempo na área do mirante, mas o que recomendo mesmo é andar pelo parque, além do mirante. Há uma lagoa e é possível caminhar por dentro da pedreira e ficar no meio da lagoa. Quando fui lá, vim andando a partir da Ópera de Arame (é pertinho). O ônibus turístico passa lá também.

Parque Tanguá visto do mirante.

Parque Tanguá visto do mirante.

Ópera de Arame

Este é um auditório feito de estruturas de ferro. É algo interessante, mas deixo uma ressalva: visite quando houver algum evento no local. Caso contrário, você terá um acesso muito limitado e mal conseguirá andar em meio aos turistas. O ônibus 020 passa lá (de ônibus urbano, dá para incluir Torre Panorâmica, Ópera de Arame e Parque Tanguá no mesmo dia com deslocamentos simples). O ônibus turístico passa no local.

Museu Oscar Niemeyer

O museu mais famoso de Curitiba, projetado pelo grande arquiteto Oscar Niemeyer. A construção é bem interessante e há exposições fixas e também itinerantes. Separe bastante tempo se quiser visitar com calma todas as partes do museu (recomendo 4 horas). A entrada é paga e há desconto para estudantes. As linhas 011, 260 e 265 passam lá, além da linha 505 nas tradicionais estações de tubo. O ônibus turístico vai até lá.

Vista do "olho" do Museu Oscar Niemeyer.

Vista do “olho” do Museu Oscar Niemeyer.

Passeio de trem até Morretes

Este é o único da lista que não fica apenas em Curitiba. Esse é um passeio de trem turístico entre a estação ferroviária de Curitiba e a cidade de Morretes, já no litoral. O ponto de saída em Curitiba é junto com a rodoviária (na Rodoferroviária). Este é provavelmente o passeio mais caro na cidade. Este passeio tem um post só pra ele bem aqui. Várias linhas de ônibus passam na Rodoferroviária, incluindo o 303* e a Linha Turismo.

Centro Histórico

Um local ótimo para andar a pé. Há igrejas, locais com programação cultural, prédios hitóricos, entre outros. Ao invés de listar cada um aqui, recomendo que você vá até a Praça Tiradentes (vindo a pé da avenida XV de novembro ou de ônibus), e de lá siga para o Centro Histórico andando. Só não assuste com a cabeça de cavalo:

Um cavalo "vomitando" pelo centro histórico de Curitiba.

Um cavalo “vomitando” pelo centro histórico de Curitiba.

XV de Novembro

Uma longa avenida na forma de calçadão  com diversas lojas, restaurantes e barzinhos. Ótima para encontrar uma almoço barato (quando fui, almocei com suco por menos de 8 reais em um restaurante meio escondido). E não deixe de conhecer o Bondinho da Leitura, uma biblioteca construída dentro de um bonde que passava por aquela região no passado.

Museu Paranaense

Na minha opinião, um local do centro histórico que merece destaque. Apesar dos encantos do moderno museu Oscar Niemeyer, este é meu museu preferido na cidade. Ele conta muito sobre a história do estado do Paraná, tem um acervo muito grande e a entrada é gratuita. Além disso, o museu fica em um prédio histórico muito bonito . Outro diferencial é que não é um museu cheio de visitantes, então é possível visitá-lo com tranquilidade.

Museu Paranaense.

Museu Paranaense.

Museu Ferroviário

Este museu está localizado dentro do Shopping Estação, um shopping projetado para usar a área da antiga estação ferroviária como parte do espaço. Justamente nessa parte, onde era o prédio da estação, está localizado este museu, que conta a história de ferrovias paranaenses e também da antiga estação. Recomendo a visita, que é de graça. Várias linhas de ônibus passam no local, além de ser uma área bem central de Curitiba (vários hotéis estão nas redondezas).

 

Existem outras atrações em Curitiba não listadas aqui (como o Teatro de Paiol e Bosque do Papa João Paulo Segundo), mas essas já vão permitir bons passeios. Uma vantagem é que muitos dos locais tem entrada gratuita ou com um valor baixo. Tudo que descrevi aqui foi visitado em três dias e meio, sempre usando ônibus de linha e caminhadas. E eu adorei a cidade, espero que ela te surpreenda também. 🙂

 

* As linhas 302 e 303 são daqueles ônibus articulados que param nas estações de tubo. É bem prático e fácil de usar, podendo ser uma boa economia em relação a táxis ou mesmo o ônibus turístico. A linha 303 passa em pontos de grande circulação, como a Rodoferroviária, Shopping Estação e Jardim Botânico, entre outros. Eu particularmente recomendo. Não usei a Linha Turismo, mas, se quiser saber mais, aqui tem algumas informações. Não curto muito linhas Hop On Hop Off e recomendo o texto da Luiza do 360 meridianos sobre o assunto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *