Comprando e negociando moeda estrangeira

Share

Ao planejar uma viagem internacional uma necessidade com certeza aparecerá: como levar dinheiro para o local. Cartão de crédito? Papel moeda? Reais? Dólares? Moeda local? Vários sites da Internet explicam estratégias sobre isso, e não vou entrar nesses detalhes neste post. No entanto quero compartilhar aqui um pouco sobre o processo de compra da moeda estrangeira em si, dando dicas básicas sobre negociação para tentar conseguir uma taxa melhor. Nada muito profissional, tá? (comprar um carro ou casa no exterior está fora do nosso escopo, rs). Vamos lá.

Moedas do mundo. Créditos: Luciano Belviso (CC BY 2.0).

Moedas do mundo. Créditos: Luciano Belviso (CC BY 2.0).

Resuminho sobre câmbio no Brasil

No Brasil, apenas algumas instituições são autorizadas a fazer operações de câmbio, i.e., comprar e vender moedas estrangeiras. O mais comum é fazer a compra em bancos ou casas de câmbio. Tais instituições têm a liberdade de praticarem seu preço na moeda, que sempre será maior que o valor da cotação oficial. A propósito, você pode olhar a taxa oficial de câmbio no site do Banco Central para ter uma ideia do valor. Espere encontrar algo pelo menos 10% mais caro na casa de câmbio.

Ao fazer a operação, você recebe um comprovante oficial daquela operação, mostrando que o dinheiro tem origem legal. É recomendado levar esses comprovantes consigo na viagem para mostrar ao oficial de imigração caso ele pedir (raramente ele vai pedir, mas é um meio de provar que aquele dinheiro não foi obtido de forma irregular).

Comprando/Negociando

Antes de comprar, tenha em mente o seguinte: não há como fugir do Imposto sobre operações financeiras (IOF), sendo 6,38% para cartão pré-pago e 0,38% para dinheiro em espécie. Também não há como fugir da margem de lucro da casa de câmbio. Ou seja, não há como conseguir ofertas “mirabolantes” na cotação da moeda.

Dito isso, o passo a passo que eu recomendo:

  1. Defina quanto vai levar e em qual(is) meio(s). Por exemplo, 500 francos suíços, 300 em cartão pré-pago e 200 em espécie (os links [2] e [3] da seção “Leia também” podem ajudar).
  2. Encontre uma casa de câmbio com uma boa cotação (o link [1] da seção “Leia também” pode ajudar) ou a de sua preferência (por exemplo, você não vai fazer vários cartões pré-pagos em várias casas de câmbio porque a cada momento uma delas está com o melhor câmbio).
  3. Se a casa de câmbio tiver uma loja online, faça simulações para ver o preço final da sua compra.
  4. Depois, entre em contato com a casa de câmbio por telefone/chat e pergunte a cotação. Ela pode ser diferente da oferecida na loja online.
  5. Se você for gastar mais de 2 mil reais, pergunte se eles não podem melhorar a cotação. Você pode conseguir melhorar alguns centavos, talvez entre 1 e 5 para euro/dólar/libra. Pode parecer pouco mas já é um desconto
  6. Se for mais alto ainda o valor (5 mil, 10 mil reais), aí pode ser que melhore ainda mais o câmbio. Mas não espere muito (mais que 10 centavos para euro/dólar/libra é bem difícil).
  7. Verifique se a casa de câmbio tem algum convênio, por exemplo, com a empresa onde você trabalha ou a escola/universidade onde você estuda. Há convênios em que é possível obter 1% ou 2% de desconto, o que dá um bom desconto.
  8. Se a taxa for boa, feche a compra. Se não, procure em outras casas de câmbio. Não há problemas em perguntar pela taxa de câmbio e não concretizar a compra, os agentes estão acostumados a negociar e isso pode salvar algum dinheiro para você gastar melhor na viagem 🙂

Leia também

[1] http://www.precisoviajar.com/2015/11/onde-encontrar-o-cambio-mais-barato.html – A Fernanda do Preciso Viajar apresenta alguns sites para ver cotações em diversas casas de câmbio

[2] http://www.360meridianos.com/2014/09/como-levar-dinheiro-para-o-exterior.html – A Luíza do 360 Meridianos apresenta as diferentes maneiras de levar dinheiro para o exterior

[3] http://www.viajenaviagem.com/2014/11/que-moeda-levar-dinheiro-vivo-x-cartao-pre-pago-x-saques-no-debito-x-cartao-de-credito – O Ricardo Freire do Viaje na Viagem dá dicas valiosas que moeda levar para qual país e como levar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *